Pará Musical
Publicidade texto
Notícias  

Homenagem de paraenses a Elis Regina

Show vai reunir Elton Brandão, Mário Moraes e Olivar Barreto no mesmo palco

Por Redação Foto: Divulgação
Mário Moraes rende homenagens a Elis Regina no dia do aniversário dela

 

Quando celebramos os 30 anos de saudade de uma das maiores cantoras brasileiras de todos os tempos, no dia do aniversário da “Pimentinha” acontece o show Eles & Elis, uma homenagem de três importantes intérpretes da música popular paraense. Os músicos Elton Brandão, Mário Moraes e Olivar Barreto prestam homenagem à cantora no próximo dia 17 no Sesc Boulevard em Belém.

A produção é de Márcia Freitas, uma das produtoras culturais mais ligadas a música popular paraense. “O repertório foi selecionado a partir da característica de cada cantor: a MPB suíngada de Olivar se alia ao pop rock bluseiro de Elton, que, somados a privilegiada voz de Mário Moraes, completam a celebração. Músicas como ‘Arrastão’, ‘Upa Neguinho’ e ‘Black is beautiful’ recebem uma roupagem especial que prometem emocionar a platéia”, conta Márcia.

Os cantores serão acompanhados por um trio de músicos especialmente convidados para este espetáculo. São eles, o pianista Tynnoko Costa, o baterista Sagica e o contrabaixista Kzan Gama, estes últimos que foram convidados pela própria Elis para integrarem sua banda, durante uma apresentação em Belém na década de setenta. Kzan integrou a banda que acompanhava a maravilhosa intérprete até seus últimos trabalhos.

O repertório passeia por várias fases, vários compositores e procura mostrar toda a diversidade presente nos registros musicais da cantora, que se viva estivesse completaria no dia do show, 67 anos. Elis Regina nasceu em Porto Alegre, no dia 17 de março de 1945.

Intérpretes - Olivar Barreto, intérprete popular paraense, é um apaixonado pela música brasileira desde a infância. Começou a cantar em 1987 e mudou-se para o Rio de Janeiro no ano seguinte, onde estudou canto popular na Pró-Arte. Voltou em 1993 para Belém e, definitivamente, para a música. Desde 2003 estendeu seu trabalho de divulgação da música brasileira indo morar na França.

Apresentou-se em diversos shows e venceu festivais como o Festival de Ourém (1995) e o Festival de Porto Nacional (TO/1996), entre outros. Foi melhor intérprete e segundo lugar geral no Festival de Marabá (1998), mesmo ano quem ganhou o prêmio de melhor intérprete do Festival de Alegre(ES).

Também participou de vários CDs. Entre eles,  Belém Cheia de Bossa (1999), Projeto Uirapuru vol. 4 (1999), Projeto Uirapuru vol. 7 (2001), Nosso Cantar Pai D’égua (2000) e Casa do Gilson, uma coletânea de choros de 2009.

Olivar Barreto também vai cantar na festa de Elis

Olivar Barreto lançou um CD de registro em 2002, no qual apresenta um rico e original painel da boa música produzida no Pará. No repertório, composições de Walter Freitas, Suzy Quintella, Pedrinho Cavalléro, Jorge Andrade, Chico Sena, Maria Lidia, Paulinho Moura e Paulo André Barata. Recentemente presenteou os amantes da boa música e da cultura paraense com um belíssimo CD sobre a obra do saudoso poeta Ruy Barata, intitulado Esse Ruy é Minha Rua.

Mário Moraes é cantor e compositor com quase 30 anos de carreira. Premiado em vários festivais desde a década de 80, começou a despontar no cenário musical paraense ao vencer o Festival da FCAP em 1985, feito que repetiu em 2011, no Festival de Ourém. Participou ativamente de eventos musicais dentro e fora do Pará, como os festivais de Alegre (ES) e Itacoatiara (AM). Integrando o elenco do grupo Urubu do Ver-O-Peso, e ao lado de Alcyr Guimarães, Tadeu Pantoja e Maurício Nery, apresentou a boa música paraense na Alemanha, em turnê que percorreu Berlim e Hamburgo.

Mário Moraes participou ainda do Projeto Pixinguinha, onde fez o show de abertura da programação que incluiu Wagner Tiso e Cida Moreira e se apresentou em muitos shows coletivos com os mais diversos artistas paraenses. A sua privilegiada voz está registrada nas coletâneas Made In Pará  I e II, Omani Omani, e no CD do compositor Ricardo Dias. Atualmente Mário Moraes está em fase de idealização de seu primeiro CD.

Elton Brandão estudou música no Conservatório Carlos Gomes. Produziu e participou de diversos projetos musicais envolvendo artistas paraenses e de outras localidades. No início dos anos 90 foi vocalista da banda Espargo de Marfim, no auge do movimento de rock e blues em Belém.  No ano de 1992 foi o vencedor do Festival de Música Popular Paraense como melhor intérprete. Em 1994 foi o artista principal do show Figuras, dirigido pelo saudoso André Genu, um dos mais importantes nomes da televisão e do teatro paraenses.  Em 1996, Elton ingressou no Coral Carlos Gomes, convidado pela maestrina cubana Maria Antônia Jimenez.  Em 2003 participou de concertos de música sacra na Igreja de Santo Alexandre e trabalhou na produção do CD do músico russo Vadim Klokov. No período de  2004 a 2007 morou no estado de Minas Gerais  onde teve oportunidade de participar de diversos projetos com músicos mineiros. De volta a Belém, ele pretende retomar a carreira artística e já projeta seu primeiro CD solo.

SERVIÇO:

O Show ELES & ELIS será apresentado sábado, dia  17 de março, às 20h, no Espaço Cultural Sesc Boulevard, com entrada franca e será um grande momento de celebração da boa música.

Contatos: 81232866

15 de março, 2012 - 05h37
Nome
E-mail
Mensagem

Comentários (0):

Nenhum comentário publicado.

contato@paramusica.com.br

Escreva-nos!

Mensagem