Pará Musical
Publicidade texto
Notícias  

Hardcore no Ensaio Aberto

Morte Suicida e Storvo tocam na loja Ná Figueredo

Por Vívian Carvalho
Morte Suicida alia hardcore com letras de protesto

A música como uma forma de protesto contra a sociedade em que vivemos. Letras que tentam despertar um senso crítico do público sobre os problemas sociais. Tudo isso, por meio do grindcore e do hardcore.

Assim é a banda Morte Suicida, de xKaladox (vocal e baixo), xEdwinx (guitarra) e Paulo (bateria). Formada em 2000, a Morte Suicida faz um legítimo fastcore / powerviolence e já tem uma boa trajetória na cena roqueira, tanto em Belém como no interior do estado.

“Já fizemos dezenas de shows em vários lugares, como nos municípios de Parauapebas, Igarapé Miri, Breves e Barcarena”, diz o vocalista.

Depois de o Ensaio Aberto ter recebido, no final do mês de setembro, o grindcore agressivo das bandas Baixo Calão e Manduka na Roça, agora é a vez dos meninos do Morte Suicida se apresentarem no Projeto. O trio dividirá o palco do Ensaio Aberto deste sábado (8) com a banda de hardcore Storvo.

Além de ter se apresentado em boa parte dos municípios paraenses, a Morte Suicida também já abriu o show da banda de hardcore de Brasília Distrito Federal Caos (D.F.C) e da cearense Switch Stance. “Também participamos de algumas coletâneas importantes da cena hardcore, como Setembro HC IV, War Reality e HC Scene 6”, completa xKaladox.

A discografia da banda inclui um CD demo chamado “Vítimas da Ganância” e dois CDs oficiais, “Morte Suicida” e “Líder não seguidor”, que podem ser adquiridos no Fábrika Stúdio.

Já a banda Estorvo, liderada também por xKaladox (vocal e baixo), foi formada em 2005, e conta com Pojo (guitarra) e Paulo (bateria). Levando um estilo parecido com a Morte Suicida, o trio alia o hardcore com letras de protesto.

“Escolhemos esse nome para a banda, pois nossa intenção é ser um incômodo, no sentido de conscientizar o público sobre os problemas que acontecem ao nosso redor e que muitos não percebem ou fingem não perceber”, diz xKaladox. A Estorvo já tem dois CDs. O primeiro, lançado pelo Selo Na Music, recebe o mesmo nome da banda, e o segundo, chama-se “Ascensão”.

O Ensaio Aberto é um projeto que dá visibilidade a novas e antigas bandas de rock do cenário paraense. O projeto existe há mais de 12 anos e já foi palco para mais de 500 grupos do Pará e de fora do Estado.

O Ensaio Aberto acontece aos sábados, às 17h, na loja Ná Figueredo e faz parte das ações do selo Na Music, em parceria com a Associação Pro Rock.

Serviço:

Ensaio Aberto com as bandas Morte Suicida e Storvo, neste sábado (8), às 17h, na Loja Ná Figueredo (Av. gentil Bittencourt, 449). Entrada Franca.

 

06 de outubro, 2011 - 14h09
Nome
E-mail
Mensagem

Comentários (0):

Nenhum comentário publicado.

contato@paramusica.com.br

Escreva-nos!

Mensagem