Pará Musical
Publicidade texto
Lançamentos  

Zeromou apresenta "psicodelia amazônida"

Grupo está mais "pretensioso" com amadurecimento pessoal e musical depois de cinco anos de carreira

Por Gustavo Aguiar*
O quarteto Zeromou é um dos grupos de rock que surgiram no início desta década, em 2011, mesmo ano em que apareceram no cenário paraense bandas como Molho Negro e Strobo, além de várias outras, impulsionadas também por um crescimento da música paraense na mídia nacional. Cinco anos depois, explorando a cena de Belém, produzindo música e com dois EP’s lançados, a Zeromou apresenta o primeiro disco, com nove composições, contemplando a história que a banda construiu em Belém.
 
Experimentando diversas misturas, a banda soa psicodélica, mas com diversas outras influências, e toma como inspiração os sons universais desenvolvidos por grupos como Tame Impala, MGMT, Boogarins, Pink Floyd, para desenvolver uma música de característica que permeie o universo vivido pelos integrantes em Belém do Pará, desde a infância, quando se conheceram. As histórias contadas nas músicas falam dessa relação experimental entre jovens e as oportunidades e perigos da noite boêmia. O disco surge como um punhado de crônicas protagonizadas pelos próprios integrantes na capital paraense, um registro que contempla a amizade e o início da história da Zeromou, formada por Daniel Kahwage (guitarra e voz), Lucas Ferreira (sintetizadores), Leonardo Pratagy (baixo e voz) e Rubens Guilhon (bateria e vocais).
 
O trabalho começa com o último single lançado pela banda, “Reidi”, e depois apresenta uma sequência de inéditas, com músicas já conhecidas pelo público nos shows, como “Ramiro” e “Mototaxistas Também Curtem”. “Não Sei Se Me Garanto”, “Uva Desgarrada”, “Fehrenheit” e “Slow Down” são as novidades. O disco termina com “Hey Man” e “Chove (Mas Não Molha)”, músicas que já haviam sido lançadas nos EP’s ateriores. Talvez para a própria banda a etiqueta de psicodélica, que não é aceita por eles como completa, tenha surgido com o tempo e se moldado nas experiências dois integrantes. “O som depende muito do que a gente tá ouvindo, mas tem coisas que marcam a Zeromou, como a guitarra do Daniel, que eu acho bem especial, e nossos vocalistas que são péssimos”, brinca o baixista Leonardo Pratagy, que completa: “no final das contas a gente sempre puxa pro lado mais psicodélico. CLaro que o psicodélico do Pará soa diferente do resto do mundo, então essa mistura que é legal”.
 
Além de apresentarem um universo e uma aura jovem neste primeiro disco, com uma média de idade dos músicos de 20 anos, a Zeromou também demonstra maturidade nas escolhas, arranjos e modo de encarar a própria musica que desenvolve, entendo de estética e de mercado musical nacional. O álbum foi todo produzido pela própria banda, com participação de produção de Diego Fadul, guitarrista da também paraense Aeroplano, em “Reidi”. A mixagem e masterização é obra do engenheiro de áudio Kleber Chaar, no Fábrika Studio.
 
O disco surge como um início de uma nova fase para a Zeromou, quando é hora de apostar em vôos mais altos. “Agora com um pouco de crescimento e amadurecimento, tanto pessoal quanto musical, a gente tá mais pretensioso sim. A gente quer que o disco alcance o máximo de gente que ele puder alcançar, e pra isso é preciso investir muito: esforço, dinheiro, paciência, planejamento”, finaliza Lucas Ferreira.
 
O disco “Zeromou” está disponível para audição gratuita nas plataformas de streaming Spotify, iTunes, Deezer, Soundcloud e YouTube, além de disponível para download gratuito no bandcamp da banda.
 
 
 
 
 
 
Download gratuito bandcamp - https://goo.gl/dU9utC
 
*Gustavo Aguiar escreve para o site Reduto Cult, é jornalista free lancer e assessor de comunicação. 
 
 
01 de junho, 2016 - 21h35
Nome
E-mail
Mensagem

Comentários (10):

kBqPegAQCjcRlKhsV

M2F2lj msppmugcbtcl, [url=http://ijwmnhxakxxk.com/]ijwmnhxakxxk[/url], [link=http://uhrtwhhrrulc.com/]uhrtwhhrrulc[/link], http://ddikhqfzdhim.com/

UkFDLzDHXpULBT

hJ8O3W irhqvbthhqwp, [url=http://zotkhjfsvaco.com/]zotkhjfsvaco[/url], [link=http://kzicnxkiowdu.com/]kzicnxkiowdu[/link], http://qmcvqfkxskph.com/

zXFQPaCU

It's spooky how clever some ppl are. Thksna! http://xeyezhov.com [url=http://tjozjsctff.com]tjozjsctff[/url] [link=http://qqmpbewxylw.com]qqmpbewxylw[/link]

zXFQPaCU

It's spooky how clever some ppl are. Thksna! http://xeyezhov.com [url=http://tjozjsctff.com]tjozjsctff[/url] [link=http://qqmpbewxylw.com]qqmpbewxylw[/link]

zXFQPaCU

It's spooky how clever some ppl are. Thksna! http://xeyezhov.com [url=http://tjozjsctff.com]tjozjsctff[/url] [link=http://qqmpbewxylw.com]qqmpbewxylw[/link]

owf9cjB3C

Well I guess I don't have to spend the weekend fignuirg this one out!

owf9cjB3C

Well I guess I don't have to spend the weekend fignuirg this one out!

tPKBXR0ZwDU4

The paragon of undtnsearding these issues is right here!

tPKBXR0ZwDU4

The paragon of undtnsearding these issues is right here!

tPKBXR0ZwDU4

The paragon of undtnsearding these issues is right here!


contato@paramusica.com.br

Escreva-nos!

Mensagem