Pará Musical
Publicidade texto
Lançamentos  

As guitarradas segundo Pio Lobato

Produtor e instrumentista que desencadeou o revival das guitarradas paraenses no Brasil a partir dos anos 1990 está de volta

Por Lázaro Magalhães* Foto: Walda Marques
 
 
Pio Lobato lança álbum duplo com guitarradas e experimentações

O guitarrista e produtor musical paraense Pio Lobato lançou na última sexta, 6 de novembro, na loja e espaço cultural Discosaoleo, em Belém, seu quinto álbum solo, "Pio Lobato". Resultado de dois anos de produção, o disco é o mais recente trabalho do músico, após sete anos sem novos títulos. O álbum está sendo lançado em CD (mil cópias) e também em LP duplo (edição limitada de 500 cópias), em formato especial de 180 gramas. Idealizado e produzido por Música Paraense.Org, o disco "Pio Lobato" é uma realização de Discosaoleo, através da Lei Semear, com patrocínio da empresa Vivo.

Além de show com a banda de Pio Lobato (formada por Pio Lobato e Lucas Estrela nas guitarras e programações, Breno Souza Oliveira no contrabaixo e Vovô na bateria), o lançamento do disco teve ainda vernissage da exposição "Afeto orgânico", com fotografias de Evna Moura, que assina imagens do álbum.

Natural de Belém, Pio Lobato iniciou seu trabalho como músico no início dos anos 1990. Com projetos solo e também ao lado do grupo Cravo Carbono (1996 a 2008), do qual foi integrante, o compositor construiu um dos mais respeitados trabalhos de experimentação pop e releitura da música brasileira contemporânea. Seu trabalho como produtor musical também é um dos principais responsáveis pelo reconhecimento do gênero “guitarrada” no cenário nacional. Antes do álbum "Pio Lobato", o músico lançou ainda os CDs "Café" (2001), "Café 2" (2006), "Esboço" (2007) e "Tecnoguitarradas" (2007).

Gravações -  Nos dois anos gastos para que "Pio Lobato" saísse do papel, um ano inteiro foi dedicado apenas à captação de patrocínios. Outro foi dedicado apenas à produção do "disco azul" do compositor, como já é apelidado.

 A masterização foi feita no Classic Master, estúdio renomado de São Paulo, onde os trabalhos ficam sob responsabilidade do lendário Carlos Freitas, uma das maiores autoridades nos assunto no país. O trabalho de Freitas foi duplo, porque é preciso uma masterização especial para vinil e outra para CD. São dois universos sonoros diferentes, que os bons ouvidos sabem bem diferenciar.

Em vinil, o álbum duplo teve seus quatro lados pensados para agrupar sequências afins: lambadas e cumbias (A); tecnoguitarradas (B); músicas baseadas em rítmica, com faixas experimentais marcadas por levadas constantes, com "Carimbozão" e "Egípcia" (C); e uma suíte em narrativa sonora ("O barco que afundou na memória", no lado D), que emenda três temas: "Psicocumbia", "O barco que afundou na memória"  e a extra "Batucada".

Entre regravações de material que já é conhecido do público de Pio Lobato e novas composições, o álbum "Pio Lobato" traz 11 faixas inéditas ("Lambada do Mentiroso", "Pata de Caranguejo", "Tema da Jorane", "2x2", "Caquiado", "Inominável", Diamante Negro", "Carimbozão", "Boi Voador", "Egípcia", e "O Barco que Afundou na Memória").

Pio Lobato dividiu a produção musical e os arranjos do novo álbum com Ziza Padilha, que também gravou alguns violões e teclados no Estúdio Zarabatana (Belém). Outra parte das guitarras de "Pio Lobato" foi gravada no estúdio LabZone, de Leo Chermont (Belém). As programações do álbum foram divididas entre Pio Lobato e Lucas Estrela, que divide a autoria de "2x2". A compositora Camila Barbalho gravou contrabaixo em "O Barco que Afundou na Memória". As gravações de baterias, percussões e mixagens foram todas realizadas no estúdio, APCE, de Belém. Além de fotos de Evna Moura, o disco "Pio Lobato" tem projeto gráfico e produção executiva assinados por Edvaldo Souza, do MP.Org. 

Arte do Disco por Edvaldo Sousa: 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS:

OUÇA O ÁLBUM "PIO LOBATO"

ENTREVISTA COMPLETA COM PIO LOBATO - por Lázaro Magalhães

 

 

*Lázaro Magalhães é jornalista e ex-integrante da banda Cravo Carbono, responsável pela assessoria de imprensa do projeto do disco de Pio Lobato. 

11 de novembro, 2015 - 04h53
Nome
E-mail
Mensagem

Comentários (0):

Nenhum comentário publicado.

contato@paramusica.com.br

Escreva-nos!

Mensagem